As imagens da saída da prisão de Duarte Lima foram transmitidas pelas televisões.

O antigo líder parlamentar do PSD foi condenado, em 2014, a seis anos de prisão, por burla qualificada no processo Homeland, que resultou de outro caso judicial: o do Banco Português de Negócios (BPN).

A detenção relaciona-se com o processo do homicídio, no Brasil, em 2009, da portuguesa Rosalina Ribeiro, antiga secretária e companheira do milionário português Lúcio Tomé Feteira.

Duarte Lima abandonou pouco antes das 19:00 a prisão da Carregueira num carro da PSP sem prestar declarações aos jornalistas.

FC/CC // ZO

Lusa/fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.